Preocupe-se… mas só com aquilo que vale a pena

DSCF7553

Olá a todas!

Não seríamos humanas se não nos preocupássemos ocasionalmente com as coisas.

Preocupamo-nos com a nossa saúde ou com a falta dela;

Preocupamo-nos com os nossos pais e com a possibilidade de necessitarem dos nossos cuidados;

Preocupamo-nos com os nossos filhos e essa preocupação parece que se torna maior à medida que eles crescem, sobretudo para se conseguir dar aos nossos filhos as oportunidades com que eles sonham e que merecem;

Preocupamo-nos para encontrar o equilíbrio da exigência do trabalho e da família;

Preocupamo-nos para arranjar dinheiro para pagar todas as despesas;

Preocupamo-nos por ficarmos mais velhas, com mais rugas, mais gordas e menos atraentes;

Preocupamo-nos com coisas importantes e com coisas que não têm importância nenhuma.

Preocuparmo-nos não está errado, desde que a nossa preocupação seja real, porque se não tivermos motivo nem necessidade, o que estamos a fazer é ganhar rugas, o que nos dará um ar mais envelhecido. Portanto, quando sentimos alguma preocupação temos que decidir se há alguma coisa que possamos fazer relativamente ao motivo, não podemos é ficar presas às nossas preocupações.

O que podemos fazer:

  • Falar com alguém que saiba ouvir, desabafar faz “aliviar “ o peso da preocupação;
  • Adquirir esclarecimentos  (informarmo-nos sobre o que podemos fazer para resolver a nossa preocupação, ou se a preocupação é semelhante a alguma surgida no passado, lembrarmo-nos como a resolvemos na ocasião);
  • Ė importante que se faça alguma coisa, desde que seja construtivo.

As preocupações afectam o sono, geram doenças, as rugas, os cabelos brancos, a tez pálida, destroem a nossa capacidade de concentração ou de decisão, bloqueiam a nossa energia. Como criar uma vida serena, se gastarmos a nossa energia mental em preocupações constantes?

Se a sua saúde a preocupa tem que consultar um médico, fazer exames de rotina. No meu caso, estou preocupada com o meu peso, já sei que tenho que comer menos e fazer mais exercício.

Se sente preocupação com questões económicas, defina um orçamento, controle as despesas.

Mas se sente preocupação por estar a envelhecer, não vale a pena, acontece a toda a gente, quer se preocupe quer não.

Se não houver nada que possa fazer para resolver as suas preocupações, então o melhor é deixar-se absorver por qualquer coisa, distrair-se pode ser a única solução.

Precisa falar com alguém sobre o que a preocupa? Não hesite, partilhe.

Maria José

_________________________________________________________________________________________________

Este Blog foi feito com todo o carinho para ajudá-la a pensar mais em si. Se tiver sugestões de temas ou dúvidas para serem respondidas é só enviar um email para avidaemtonssuaves@gmail.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: