Objectivos partilhados

90bb283ef789ca4cf452e42c9de875ba

Pinterest

Olá!

Tenho falado muitas vezes aqui no blog, na definição de objectivos e  planos de vida, mas ainda não falei num aspecto que é importante, sendo inevitável a sua análise.

Se partilha a sua vida com outra pessoa é essencial conhecer também os objectivos dessa pessoa.

Quais são os objectivos que partilham? É essencial saber exactamente quais são os objectivos que a outra pessoa julga que são partilhados e o que você própria pensa.

É necessário também distinguir entre objectivos partilhados e objectivos pessoais que são os nossos sonhos, que dizem respeito apenas a nós, são a intenção de fazer ou obter algum benefício pessoal no futuro, por exemplo, uma pós-graduação, comprar um carro novo, são aquisições que um ou outro talvez queira concretizar. Os objectivos partilhados são alvos partilhados que necessitam dos dois, porque sem a outra pessoa o objectivo não tem grande sentido, por exemplo, educar os filhos para  que no futuro sejam adultos felizes e bem adaptadas ou reformarem-se e irem viver para o campo, tomar a decisão de não se divorciar…

Para isso têm que constantemente fazer uma revisão desses objectivos, conversarem um com outro, sobre o que estão a fazer para isso, se estão a orientar-se pelo mesmo mapa, se o caminho é o mesmo.

Esta revisão não necessita de ser muito pormenorizada, somente questões simples para confirmar que ambos se encontram numa direcção genericamente semelhante.

Uma boa semana para todos!

Maria José

Este Blog foi feito com todo o carinho para ajudá-la a pensar mais em si. Se tiver sugestões de temas ou dúvidas para serem respondidas é só enviar um email para avidaemtonssuaves@gmail.com

Comments

  1. Ivone Almeida says:

    Olá Maria José
    Sim, os objetivos devem ser partilhados.
    Quando vivemos com outra pessoa devemos traçar um caminho comum e traçar prioridades para, em conjunto, a dois, atuar de modo a alcançar os nosso objetivos.
    Por vezes isso não acontece e começa-se a levar uma vida em função do outro e de mais alguém querido que surge na nossa vida. Esquecemo-nos que existimos. Acordamos um dia e tomamos consciência que algo não está bem. Em algumas situações as coisas desenrolam-se de modo inaceitável, acabando por cada um desviar-se da rota comum. Se a vida a dois for estável, apesar de haver momentos mais nublados, continua-se a trilhar caminhos para conseguir chegar a uma determinada meta. Com carinho, compreensão, amor e concórdia tudo se alcança. A Felicidade está nas nossas mãos. Temos que saber aproveitar cada momento que vivemos. A Vida é uma correria. Há que saber conduzir e não tropeçar em algo que nos faz sofrer. Eu caí, tropecei, mas foi num degrau e quase parti os joelhos, mas estou quase rija.
    Há que saber enfrentar as situações e dar a volta para vivermos o presente e vivermos o amanhã com alegria.
    Estes conselhos e alertas que nos dás, faz-nos parar por momentos e pensar realmente no fio condutor que dirige a nossa vida e na maneira como vivemos cada dia
    Obrigada
    Beijinhos

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: