Dê menos e receba mais

Damos muitas vezes em excesso.

A maior parte das vezes damos para obter atenção, amor, amizade, por receio de não se ser amado  simplesmente por aquilo que se é, ou meramente porque nos proporciona prazer.

Mas habitue-se a não dar em  demasia.

Mesmo que se acredite que não esperamos nada em troca, fica sempre uma pontinha de mágoa se a outra pessoa não agradece ou se reage de uma maneira diferente daquela que  esperamos.

Dar demasiados conselhos também não é bom, porque o que damos em troca de nada, também não tem valor.

Se ajudarmos demasiado os outros  também não é positivo, nunca irão aprender por eles mesmos.

O que podemos oferecer aos outros, de valor, é o nosso afecto, a nossa simpatia, a nossa compreensão, a nossa presença, a nossa generosidade e a segurança de que podem contar connosco sempre que necessitarem.

Mas não se sinta nunca embaraçada  por receber, aceite com simplicidade o que a outra pessoa tem para lhe oferecer.

Um dia feliz para si!

easter-gingham-close-up-1

Maria José

[Read more…]

Algumas ideias à sexta-feira

  1. Esta semana trago a ganga, sempre actual, em todas as estações,  não importa se é verão ou inverno, ela é a escolha perfeita para todas as idades, em todas as estações e com todos os estilos.

0c86676f05dceb5a32f6a106e68c7bb4

9bcf4044129ea8bef7d9694a615e6c91

83497bd95d0043602eff1cd12c6f80fc

564ec6e48851b6edd3bf8c6deec3444b

a1e0fd7efc8e0a2305f2be840be10e2e

9512d1d0382385a65d5e5b75844cdc2d

766d4d9fb23fa1d0a35217e9b6f06dab

IMG_0009-1

IMG_0060

2. Adoro estas cozinhas com ilha central!

Para quem tem cozinhas amplas , a ilha central é um elemento interessante para criar um espaço harmonioso, funcional e com estilo na cozinha.

55efc47cfe56e43ddbea8acae477d

8c2d6567a81b7c200f6db06114c33

4e2fb8626cffaef7ef68ef48d (1)

5af8962c58f1c6e34fd764dc828e64b7

1fe9079aef68ba8254135ecf2c936186

558e4dacd8ffb6636cdd3a151ffea90a

047bbc791b2f2caf255cd9c6a775e5c6

a292861443c58ea83f83cd9d6e1647af

Imagens: via

E por hoje é tudo, desejo um excelente fim de semana!

Maria José

[Read more…]

Procrastinação…a arte de adiar

Quantas vezes já lhe aconteceu ter um trabalho para fazer ou terminar e não tem muito desejo de o concretizar, vai adiando, adiando, encontrando sempre algo melhor para fazer, como ver televisão, ler uma revista, comer, ir tomar outro café, etc, etc, tudo isto são técnicas de procrastinação.

A procrastinação é a arte de adiar e poderá tornar-se um hábito.

Mas o trabalho necessita de ser realizado e se continuar a ser adiado, poderá ficar com pouco tempo para o fazer, o que poderá ser causador de ansiedade e frustração.

A única forma de ter as coisas feitas é começar a fazê-las.

Porque adiamos fazer as coisas?

  • Ter receio de falhar
  • Por ser uma tarefa aborrecida
  • Haver outras coisas mais interessantes
  • Por falta de tempo
  • Não saber como fazer
  • Por cansaço
  • Não acreditar que valha a pena fazer
  • Estar  preocupado com outros problemas
  • Outros motivos

Esta lista poderá ser interminável, mas alguns motivos para não começar uma tarefa poderão ter algo em comum. O receio de falhar ou não saber como fazer, poderá significar que se está inseguro para iniciar o trabalho. Falta de tempo, demonstra falta de capacidade de organização. Se se está cansado ou preocupado com outros problemas, então estes pelo menos, são problemas práticos que podem ser resolvidos.

Como lidar então com a procrastinação?

  • Começar agora
  • Definir  o que precisa ser feito
  • Iniciar o trabalho com pequenos passos
  • Ordenar por prioridade as tarefas a realizar
  • Definir prazos
  • Eliminar as interrupções

Se tem algum trabalho que anda a adiar, só há uma maneira de lidar com ele, comece já.

Um dia feliz!

0a17051633a9df010a6b5f54c71b0db0

Imagem: via

Maria José

[Read more…]

Fim de semana de emoções

 

Foi um fim de semana de emoções!  Grandes emoções.

A visita do Papa Francisco, assim como assistir à Mensagem de Fátima, sensibilizou-me.

Foi um estímulo  à. Um  convite à oração, à introspecção, ao recolhimento, à paz e à gratidão.

Outro acontecimento feliz, foi a vitória de Salvador Sobral no Festival da Eurovisão, com um poema simples, melódico e um arranjo musical magnífico.

Do outro acontecimento feliz eu não vou falar, por respeito às equipas que não venceram.

Como todos os dias faço uma pequena reflexão,  este domingo a minha reflexão foi sobre a . Ter implica acreditar, ter confiança e esperança de que algo vai mudar de uma forma positiva.

Excedendo o contexto religioso, se não acreditarmos em nós, se não tivermos confiança, teremos sempre dúvidas sobre nós próprios. Duvidaremos das nossas capacidades.

A dúvida leva-nos a hesitar em situações em que deveríamos ter a certeza do que fazemos. Leva-nos a desistir quando deveríamos insistir.

É necessário acreditar. Acreditar que poderemos conseguir o que queremos.

img_828x523$2017_05_13_13_45_10_57163

Imagem: via

Tenha uma semana maravilhosa e não se esqueça de acreditar em si!

Maria José

[Read more…]

Algumas ideias à sexta-feira

  1. Esta semana trago o branco, vermelho e azul, ideal combinação de tons para  dias de céu azul!

push-look04

push-look05

push-look08

push-look06

push-look07

Caroll

2. Trago também, o novo catálogo Primavera Verão de Laura Ashley , tem imagens lindas com decorações alegres,  pode ver a colecção clicando na imagem.

page_1

 

3. Ando encantada com o aroma fresco da colecção limitada de verão, Express Your Soul da Rituals. 

Light

 

“Sol para casa e corpo com o aroma estival de verbena e petitgrain ”

Rituals

4. O Festival da Canção e da Eurovisão fizeram parte da minha meninice e juventude, há muitos anos que não assistia, este ano pretendo assistir à final e torcer pelo Salvador Sobral.

Um dia feliz e um fim de semana excelente!

Maria José

[Read more…]

Burnout

 

Síndrome de Burnout, decerto já ouviu falar, sabe o que é?

a-sindrome-de-burnout
De um modo geral, quando iniciamos a nossa vida profissional e ditosamente durante alguns anos, encontramo-nos recheados de expectativas positivas e idealistas, abastecidos de vitalidade e entusiasmo, motivados para viver e trabalhar ambicionando o bem-estar e a realização pessoal.

Dedicamos-nos à profissão com uma atitude  positiva e construtiva, estimulando as boas relações humanas, a motivação, a alta produtividade e a criatividade.

Mas quando a este somatório de expectativas não há reciprocidade, por falta de condições de trabalho, excesso de trabalho, dificuldade em fazer face às exigências propostas, falta de comunicação com colegas e superiores hierárquicos, mas sobretudo quando há falta de reconhecimento pelo trabalho exercido, surge então a insatisfação.

Com a insatisfação surge a desilusão, a desmotivação, a fadiga física e mental, o tédio, o pessimismo e um leque variado de outros sintomas.

Instala-se o alheamento, emerge o desânimo, a desesperança, a irritabilidade, o isolamento, a crítica fácil, o conflito, o negativismo, profissionalmente há uma sensação de inadequação pessoal, produz-se menos e os erros começam a surgir.

Todos estes sintomas e sinais de sofrimento físico e mental conduzem à exaustão, designando-se este quadro por Burnout.

Sucede-se um evitamento de tudo e de todos os que se relacionam com a profissão, pelo não querer saber, ou tanto faz. Há especialmente uma sensação de traição, um arrependimento pelo investimento feito, pelo tempo dedicado à profissão.

Parece que nada valeu ou vale a pena, há um desgaste da dignidade e do autoconceito.

Toda esta sintomatologia leva à improdutividade, ao absentismo e à depressão grave.

Comece portanto a criar algumas “ilhas” de paz para si mesmo.

  • Quando sai do emprego, relaxe o corpo. Afaste-se mentalmente do seu trabalho;
  • Faça uma caminhada, pratique exercício físico; converse com a família e amigos;
  • Pergunte a si mesmo ao final do dia, se fez ou não o seu melhor. Se o fez, não poderá fazer mais nada. Se não conseguiu fazer aquilo que queria, pode pelo menos dizer que fez o que pôde. Tome nota do que é ainda necessário fazer e deixe para o dia seguinte. Depois de escrever a nota, esqueça o assunto;
  • Recorde os êxitos que teve, os momentos em que obteve bons resultados e se superou;
  • Comece a pensar se é esta a vida que deseja ter.

Veja também aqui e aqui

Um dia feliz para si!

60992cadf6b12393427800d04ed58637

Maria José

[Read more…]

Algumas ideias à sexta -feira

Esta semana para ver o mundo aos quadradinhos, trago o padrão vichy!

Este padrão muito feminino regressou e é uma das grandes tendências desta primavera.

Surgiu renovado pelas mãos dos grandes costureiros. É um padrão que de quando em quando regressa, sempre sedutor!

2c0b63e638647a4b1463470ec92a4

652fd41108696a180e98c3a0e3618

3557d9e8e9b24ecb94da24aec21b0

1d78b720478db8e4338b3041e7211

8140d5321915af66a7c8d4b3289cd

4810012e844e9111c930e8e321f68

93e7b389fd8c9fbbbf4e34e23be45

05b3211d664904d3b71fb59485f06

bd079347bd762afcfcf56ffa130e1

a3f95cfc04eaacb1a5f963f8673c7eb5

xadrez_vichy_tendencia

c096d6967551caa3211913dfdb7c2f4e

easter-gingham-close-up-1

Imagens: via

Encantador componente de decoração, o tecido vichy pode ser integrado em diferentes ambientes de  casa, garantindo uma decoração jovem e descontraída.

fd46cac64679ac406a79eef8a4c64489

tecido-vichy-1

Imagens: Via

Não esquecendo o Dia da Mãe, um dia especial, que ocupa um lugar único no nosso coração, um presente especial …

img_bodegon

Um dia feliz para si e um excelente fim de semana!

Maria José

[Read more…]

Revelar sentimentos

Falar dos nossos próprios sentimentos é  revelarmos um pouco de nós aos outros.

Por vezes, no inicio de uma nova amizade  tendemos a ser comedidos, revelamos pouco de nós, não damos a conhecer muito de nós próprios, preferimos revelar pequenas coisas, no entanto, se a outra pessoa revela  algo sobre si mesmo, podemos passar à fase seguinte e revelar um pouco mais.

Só é possível construir uma amizade quando existe equilíbrio entre o que se diz e o que se ouve, entre dar e receber, entre confiar e ter a confiança dos outros.

Se uma das pessoas não estiver disposta a falar sobre o que sente, a outra sentirá que está a expor-se demasiado. Se não for capaz de dar a conhecer o que sente, poderá levar os outros a sentirem-se inseguros.

Se as outras  pessoas têm  coragem para dizer o que sentem, teremos que proceder do mesmo modo, se não formos capazes poderemos correr o risco de perder a confiança dessa pessoa.

Um dia feliz para si!

b566b5c1846446edeb2a22ee0d803574

 

Maria José

[Read more…]

%d bloggers like this: