Zona de conforto

Para cada  área da nossa vida existe uma zona de conforto. Quer seja no domínio profissional, pessoal, relacional, ou até mesmo no domínio da saúde, existe sempre uma zona de conforto.

Chama-se zona de conforto aos comportamentos, atitudes, pensamentos, que adquirimos por hábito.  Não causam desconforto, nem medo ou ansiedade.

Causam sentimentos de segurança, estabilidade e constância. Encontra-se na zona de conforto quem está perfeitamente acomodado à sua rotina, quem não arrisca e quem aceita as coisas como elas estão.

Permanecer na zona de conforto, não é mau, não é prejudicial, contudo, a segurança e a tentativa de evitar riscos, representa uma barreira psicológica que impede por vezes de encarar desafios e melhorar a qualidade de vida.

Determinado comportamento ou pensamento é eficaz se estiver contextualizado por um conjunto de factores externos, no entanto, quando esses factores se alteram, esses comportamentos, pensamentos ou acções ficam desprovidos de sentido.

Atenção aos factores externos, esses  não os podemos controlar. Por mais constantes e estáveis que sejam, um dia podem mudar.

Assim sendo, como não é possível controlar nem alterar factores externos, temos que mudar um pouco o nosso pensamento e o nosso comportamento e sair um pouco da nossa zona de conforto.

Comece a sair um pouco da sua rotina e da sua zona de conforto, até mesmo nos pequenos detalhes.

Aventure-se um pouco, experimente coisas novas, procure a novidade e variedade. Tente novas actividades, novos locais, novas comidas, por exemplo.

Mantenha um espírito aberto. Seja intelectualmente curioso, favoreça o desenvolvimento do seu potencial intelectual.

Uma dia excelente para si  e faça hoje uma coisa diferente!

6158fde54c7c9f0948f9e1e188631bc7

Imagem: Pinterest

Maria José

[Read more…]

Pausa para a sanidade mental

Todos nós nos queixamos do excesso de actividades que temos de cumprir. Tudo tem horário, tudo tem que ser rápido, instantâneo, breve e célere. Mesmo quando nos encontramos de férias, porque temos que estar na praia à hora … temos um jantar à hora… temos um Sunset à hora…, temos um espectáculo à hora, temos … e andamos num rodopio.

Até cozinhar e comer, as palavras rápido e fácil precedem as nossas receitas favoritas.

O que é que se passa neste nosso mundo se nem sequer temos tempo para comer, serão assim tão importantes todas as actividades que não nos deixam parar? Têm todas que ser feitas?

Se paramos um pouco, sentimos-nos culpados a não ser quando lhe chamamos, “pausa para a nossa sanidade mental“, porque tudo tem que ter um propósito e um lugar-comum.

Os nossos tempos de lazer são levados muito a sério, em vez de nos divertirmos, por exemplo, a praticar desporto. Praticamos exercício para uma melhor condição cardiovascular ou para uma barriga mais lisa.

De vez em quando esqueça o que tem para fazer, os propósitos e os lugares comuns e goze uma hora do seu tempo livre por dia, só porque sim. Faça-o mesmo quando tem um milhão de tarefas que considera ter de cumprir.

  • Tome um banho de espuma;
  • Leia uma revista;
  • Deite-se no sofá;
  • Acenda uma vela;
  • Ouça música;
  • Veja um álbum de fotografias antigas;
  • Dance;
  • Prepare uma refeição elaborada;
  • Observe o pôr do sol.

Não se sinta culpado pense que é apenas para a sua sanidade mental.

Um dia muito feliz e um  mês de Agosto espectacular!

038de692d57b8b884d63c2f456fe136c

Imagem: Via

Maria José

[Read more…]

O stress e o peso

Sabia que o stress afecta todos os sistemas do nosso corpo?

Os aborrecimentos do dia-a-dia podem acumular-se a pouco e pouco, resultando numa quantidade elevada de stress. Independentemente de serem acontecimentos graves ou apenas pequenos contratempos, o nosso corpo sente alterações físicas.

Em situações de  stress o corpo aumenta a produção de esteróides e de insulina, contribuindo para aumentar o apetite  levando-o  a ingerir doces e gorduras o que favorece o armazenamento de gordura.

O stress além de enfraquecer  o sistema imunitário, tornando-o mais susceptível, pode afectar também o peso. Como o stress predispõe a comer mais, é fácil perceber como viver constantemente sob pressão pode acrescentar alguns quilos.

Mas se o stress torna algumas pessoas mais gordas, torna outras mais magras, sobretudo se associado a perturbações emocionais, o stress também promove a perda de peso, ao reduzir o apetite.

Criar tranquilidade nas nossas vidas e saber gerir  eficazmente o stress, ajuda a que todos os sistemas do nosso organismo  funcionem melhor, sendo esta uma condição para se estabelecer um peso estável e saudável.

bf48cf03511eb6d8ec5fecacc509fe03

Desejo-lhe um dia feliz!

Maria José

[Read more…]

Perder peso ganhar saúde

Nestes últimos meses tenho andado envolvida com a perda de peso. Sentia que estava com  peso a mais e tinha consciência que esse aumento afectava a minha saúde. Tinha também consciência que com o avançar da  idade seria mais difícil perder peso.transferir (1)

Para algumas pessoas o peso não interessa, se se sentirem bem e viverem de forma saudável. Infelizmente, não era o meu caso. Cansava-me quando subia escadas e as minhas articulações doíam-me, além de outros problemas, como a hipertensão. O peso era uma preocupação constante.

Experimentava dietas, mas qualquer experiência era sempre temporária, desmotivava-me facilmente.

No início deste ano tomei várias resoluções na minha vida e a perda de peso seria uma delas. As minhas expectativas eram realistas, sabia que perder peso seria um processo gradual porque ganhá-lo tinha levado alguns anos. Mas necessitava de o fazer por mim.

Pedi orientação a uma nutricionista, mudei  a minha alimentação e lentamente mas de forma segura, perdi os quilos a mais. No início não foi muito fácil, pois se fosse fácil, toda a gente seria elegante. Mas não foi tão difícil como pensava. Aconteceu com um passo de cada vez, incentivei-me a mim própria ao longo do caminho, pesava-me todos as manhãs (continuo a fazê-lo), quando via a balança descer nem que fosse umas gramas, ficava radiante e mais motivada para continuar. Todas as semanas ia estabelecendo novos objectivos.

Atingi o objectivo a que me propus, mas continuo com as mesmas regras, pois sei que algumas regras são para a vida. Sinto-me  bem, tenho mais energia, sinto-me mais à vontade na minha roupa, as articulações não doem,  não me canso quando subo escadas e a tensão arterial normalizou.

img_como_perder_peso_e_ganhar_saude_10715_600

A ideia é escolher pequenos objectivos, atingi-los, sentir-se confortável com eles e depois acrescentar mais objectivos.

Como fazer:

  • A melhor maneira de perder peso é
  • estabelecer um objectivo realista em termos de peso. Escolha um objectivo que seja razoável, saudável e atingível. Não escolha o que pesava no liceu;
  • Estabeleça de preferência um objectivo de perder meio quilo por semana ou um quilo e meio por mês. Vá renovando os objectivos. Dividindo a perda de peso em quantidades praticáveis, aumenta desta forma as hipóteses de sucesso;
  • Vá mudando os hábitos alimentares, mas não mude tudo de uma vez, faça pequenas alterações todas as semanas nas suas rotinas alimentares;
  • Mexa-se.

Não é tão difícil quanto pensa, se pretende perder peso, comece já a conceber os seus objectivos.

exercicio-ou-alimentacao-4

Imagens: Via

Um dia feliz para si!

Maria José

[Read more…]

Mime-se, seja bom para si mesmo

O que tem feito por si por estes dias?

Quando chegar a casa ao fim um dia de trabalho tire um pouco do tempo para si. Mimar-se é necessário!

  • Mime-se, você é o seu próprio melhor amigo. Seja bom para si mesmo;
  • Prepare um refresco;
  • Recoste-se no sofá;
  • Desligue o telemóvel;
  • Ponha uma música a tocar;
  • Descanse o corpo e a alma;
  • Sonhe que o mundo é uma ilha deserta, com palmeiras, praias tropicais e pássaros exóticos;
  • Esqueça a realidade, as futilidades e as obrigações;
  • Pense mais em si.
7279062a0381614bb4bf58c2df3fecdc

Imagem: Pinterest

Um dia feliz para si!

Maria José

[Read more…]

Escrever é uma forma de cuidar de nós

Olá!

Várias vezes aqui no blog tenho estimulado o hábito da escrita.

Escrever é entrar em relação com a nossa consciência, a nossa intuição e a nossa imaginação. Escrever é uma forma de cuidar de nós.

Escrever para amenizar os nossos pensamentos negativos, para examinar com maior lucidez os nossos problemas e descobrir as várias soluções,  para esvaziarmos o nosso coração trabalhando as mágoas.

Escrever é um modo de reflexão profundamente catártico,  ajuda a expressar os pensamentos e sentimentos mais íntimos, ajuda a conhecermo-nos melhor, a desenhar exactamente o que pretendemos e onde queremos chegar.

Ter o hábito de escrever sobre o que se está grato  e sobre as coisas boas que nos  acontecem diariamente, é um bom método para nos períodos tempestuosos verificar as nossas riquezas, as nossas realizações, as nossas alegrias, que são a prova de que já se viveu muitos momentos perfeitos e… que haverá outros.

Faça um diário para manter um registo para si, fale dos acontecimentos, do que pensou e sentiu no dia a dia. Ao reler pode ganhar melhor compreensão e conhecimento acerca de si, “ouvindo-se” a si mesma.

Escreva!

Um dia feliz!

unnamed

Imagem: Avidaemtonssuaves

Maria José

[Read more…]

10 Princípios para colorir a vida

Todos nós sonhamos com uma vida melhor, mais feliz, mais equilibrada, com maior qualidade, mas por vezes esquecemos-nos de alguns conceitos básicos.

Princípios que devem fazer parte do nosso dia-a-dia:

  • Promova hábitos de vida saudável, faça exercício físico, alimente-se bem e durma o necessário;
  • Desenvolva o pensamento positivo, não veja apenas os aspectos negativos das situações, aprenda a ver os aspectos positivos em todas os acontecimentos;
  • Estimule a auto-estima, pense nas suas qualidades, nas coisas que faz bem;
  • Mime-se e mime os que estão próximos de si. Não se esqueça que o seu comportamento influencia os outros e vice-versa;
  • Preste atenção ao essencial e aprenda a relativizar situações difíceis;
  • Defina bem os seus objectivos. Estabeleça prioridades;
  • Não crie expectativas irrealistas, não fantasie muito;
  • Compreenda que as vidas perfeitas que vê nas revistas ou no mundo virtual, são escolhidas para serem vendidas. A realidade não é assim;
  • Quando chegar a casa, após um dia de trabalho, faça uma pequena pausa, dispondo de algum tempo para si;
  • Faça actividades que lhe dê prazer e esteja com pessoas que lhe façam bem.

2a01680e213bb6d6083910176ab6192c

Uma quinta-feira feliz!

Maria José

[Read more…]

Dê menos e receba mais

Damos muitas vezes em excesso.

A maior parte das vezes damos para obter atenção, amor, amizade, por receio de não se ser amado  simplesmente por aquilo que se é, ou meramente porque nos proporciona prazer.

Mas habitue-se a não dar em  demasia.

Mesmo que se acredite que não esperamos nada em troca, fica sempre uma pontinha de mágoa se a outra pessoa não agradece ou se reage de uma maneira diferente daquela que  esperamos.

Dar demasiados conselhos também não é bom, porque o que damos em troca de nada, também não tem valor.

Se ajudarmos demasiado os outros  também não é positivo, nunca irão aprender por eles mesmos.

O que podemos oferecer aos outros, de valor, é o nosso afecto, a nossa simpatia, a nossa compreensão, a nossa presença, a nossa generosidade e a segurança de que podem contar connosco sempre que necessitarem.

Mas não se sinta nunca embaraçada  por receber, aceite com simplicidade o que a outra pessoa tem para lhe oferecer.

Um dia feliz para si!

easter-gingham-close-up-1

Maria José

[Read more…]

Fim de semana de emoções

 

Foi um fim de semana de emoções!  Grandes emoções.

A visita do Papa Francisco, assim como assistir à Mensagem de Fátima, sensibilizou-me.

Foi um estímulo  à. Um  convite à oração, à introspecção, ao recolhimento, à paz e à gratidão.

Outro acontecimento feliz, foi a vitória de Salvador Sobral no Festival da Eurovisão, com um poema simples, melódico e um arranjo musical magnífico.

Do outro acontecimento feliz eu não vou falar, por respeito às equipas que não venceram.

Como todos os dias faço uma pequena reflexão,  este domingo a minha reflexão foi sobre a . Ter implica acreditar, ter confiança e esperança de que algo vai mudar de uma forma positiva.

Excedendo o contexto religioso, se não acreditarmos em nós, se não tivermos confiança, teremos sempre dúvidas sobre nós próprios. Duvidaremos das nossas capacidades.

A dúvida leva-nos a hesitar em situações em que deveríamos ter a certeza do que fazemos. Leva-nos a desistir quando deveríamos insistir.

É necessário acreditar. Acreditar que poderemos conseguir o que queremos.

img_828x523$2017_05_13_13_45_10_57163

Imagem: via

Tenha uma semana maravilhosa e não se esqueça de acreditar em si!

Maria José

[Read more…]

Revelar sentimentos

Falar dos nossos próprios sentimentos é  revelarmos um pouco de nós aos outros.

Por vezes, no inicio de uma nova amizade  tendemos a ser comedidos, revelamos pouco de nós, não damos a conhecer muito de nós próprios, preferimos revelar pequenas coisas, no entanto, se a outra pessoa revela  algo sobre si mesmo, podemos passar à fase seguinte e revelar um pouco mais.

Só é possível construir uma amizade quando existe equilíbrio entre o que se diz e o que se ouve, entre dar e receber, entre confiar e ter a confiança dos outros.

Se uma das pessoas não estiver disposta a falar sobre o que sente, a outra sentirá que está a expor-se demasiado. Se não for capaz de dar a conhecer o que sente, poderá levar os outros a sentirem-se inseguros.

Se as outras  pessoas têm  coragem para dizer o que sentem, teremos que proceder do mesmo modo, se não formos capazes poderemos correr o risco de perder a confiança dessa pessoa.

Um dia feliz para si!

b566b5c1846446edeb2a22ee0d803574

 

Maria José

[Read more…]

%d bloggers like this: